Marina ABIB +
Marina ABIB
ARTISTA DO CORPO + CASA DO MOVIMENTO 

Marina Abib Candusso é dançarina e fundadora da Companhia Soma, de São Paulo. Formada em Ciências Sociais desenvolve uma pesquisa contínua, por meio de referências teóricas e vivências de campo, sobre a construção de uma corporeidade contemporânea criada a partir de matrizes das danças tradicionais brasileiras. Com a sua companhia ganhou os prêmios ProAC de pesquisa e investigação em dança e Klauss Vianna para montagem de espetáculo. 
 

Além de participar dos espetáculos “Passo” e do premiado “Naturalmente - Teoria e Jogo de uma Dança Brasileira”, de Antonio Nóbrega, Marina participou como coreógrafa e dançarina no longa metragem “Brincante, O Filme” dirigido por Walter Carvalho. Em conjunto com a dança, seu prazer pela escrita a leva a produzir estudos e artigos sobre sua pesquisa. Tem seu artigo “O Ato de Inventar-se” publicado no livro Tubo de Ensaio do projeto homônimo no estado de Santa Catarina. Assim como participa do DVD lançado junto ao livro Festas e Danças Brasileiras no estado de São Paulo.
 

Em 2017 estreou seu primeiro solo chamado “A Cabra” realizado em uma coprodução Brasil-Italia (uma parceiria entre Casa do Movimento, Teatro C´art e Teatro del Respiro) e dirigido por André Casca. Com ele ja se apresentou no Brasil, Italia, Eslovênia, Inglaterra e Portugal. Desde 2016, além do trabalho com a sua própria companhia, vive entre Brasil e Europa e atua em diferentes projetos: é colaboradora do Teatro C´art (Italia), dança no espetáculo “Raízes” da companhia belga Untamed de Ricardo Ambrozio; e atualmente está em criação com o dançarino Beno Novak para estrear em 2019; e no projeto “Mulher Diaba e Doutor Amor Estranho” com Diogo Granato para estrear em 2020. 

Foto: Karina Lumina

Vera ABIB
PRODUTORA CULTURAL + CASA DO MOVIMENTO 

Vera Abib é gestora e produtora de projetos de integração entre arte, cultura e educação, fundadora e gestora da Casa do Movimento.

Atuou no Ponto de Cultura Oca–Escola Cultural como gestora e mediadora na comunidade da Aldeia de Carapicuíba. Foi gestora e produtora cultural do Instituto Brincante, desenvolvendo projetos ligados as seguintes ações: oficinas e espetáculos de música e de dança, filme Brincante e Tarja Branca, intercâmbios culturais com mestres da tradição, formação de professores da rede pública, debates e palestras com comunidades de grupos de cultura popular e da cena artística contemporânea.

Participa do Circuito Integrado pela Sustentabilidade Leopoldina, coletivo que promove iniciativas sustentáveis e de valorização do território, e do Projeto Conversas de Saias que trabalha com o protagonismo feminino na cidade de São Paulo.

Atualmente coordena a área socioeconômica do Instituto Entrando em Cena de Bragança Paulista.

Foto: Karina Lumina

Helena RUSCHEL
AGITADORA CULTURAL + DESIGNER + LEBRE

É designer, produtora cultural e neta da vó Lebre da Casa.


Depois de dez anos exercendo design se voltou para o mundo da arte contemporânea. Começou esta aproximação pelo núcleo educativo da Bienal de SP. Conheceu a produção cultural quando, durante a formação da Escola São Paulo, foi responsável pela produção e expografia de suas mostras. Em 2009 iniciou trabalhos independentes como o OFF Paraty em Foco, a Galeria As, a galeria da Casa de Quem e as Exposições do Café Suplicy, todos utilizados como plataforma para apresentar trabalhos de jovens artistas. Em 2010 foi parar no Estúdio Madalena onde produziu e montou a programação do Festival Internacional de Fotografia - Paraty em Foco por dois anos, a Expedição Fotográfica Rio Pinheiros e o I Encontro de Pensamento e Reflexão na Fotografia. Começou a frequentar Bragança Paulista em 2013 quando passou a fazer parte da equipe de produção do Festival Arte Serrinha e a coordenar os processos educativos da Fazenda Serrinha.


Em 2017 sua vida se misturou com a da Casa Lebre, um espaço que nasceu do desejo de apoiar e desenvolver projetos de arte e educação que estimulam o pensamento, a criação e a experimentação.

Foto: Karina Lumina